segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Yngwie Malmsteen - Discografia


http://i1.fastpic.ru/big/2010/0202/ce/8fa89cc0f372c9c1243ecff92e0bcfce.gif
pic pic pic

 Yngwie Malmsteen, nome artístico de Lars Johan Yngwie Lannerbäck, (Estocolmo, 30 de junho de 1963) é um virtuoso guitarrista sueco.

História

O Interesse pela Música

Lars Johann Yngwie Lannerback nasceu em Estocolmo, Suécia, 30 de junho de 1963. Guitarrista conhecido por sua incrível velocidade, teve aulas de piano e trompete e aos 5 anos ganhou seu primeiro violão, que ficou parado até 18 de setembro de 1970 quando viu um especial na TV sobre a morte de Jimi Hendrix. O que lhe chamou a atenção não foi a técnica de Hendrix mas sim o momento em que ele pôs fogo em sua guitarra após quebrá-la.

Aplicando sua intensa curiosidade e tenacidade primeiro com uma velha guitarra Mosrite e depois com uma guitarra Stratocaster, Yngwie entrou na música de bandas como Deep Purple. Sua admiração pelas influências clássicas de Ritchie Blackmore levaram-no a conhecer Bach, Vivaldi, Beethoven, Mozart e Paganini, entre outros compositores.

Malmsteen detém o chamado "ouvido absoluto" que é a capacidade de distinguir notas musicais seja qual for a fonte, capacidade que poucos possuem no cenário musical.[2]
[editar] Infância e adolescência

Quando tinha 7 anos adotou o sobrenome de sua mãe, Malmsteen, passou a dedicar todas as suas energias para a música e parou de ir para a escola. Na escola era sempre considerado "arrumador de problemas", brigava frequentemente e só ia bem nas matérias que realmente gostava: Inglês e Artes. Sua mãe, reconhecendo seus talentos musicais permitiu que ficasse em casa com seus discos e sua guitarra.

Com 10 anos ele abandonou totalmente a escola e trabalhou como luthier. Escalopou a escala de uma guitarra e trocou os trastes por super jumbo Dunlop 6000 e ficou impressionado com os resultados. Viria a aplicar isso em guitarras melhores e as usa desta forma até hoje. Começou a tocar em várias bandas e quando tinha 18 anos gravou uma demo e enviou para várias pessoas, inclusive ao fundador da gravadora Shrapnel. Terminou sendo chamado para Los Angeles para entrar na banda Steeler.
[editar] Primeiras bandas
Yngwie Malmsteen em Barcelona.

Com o Steeler gravou um álbum e depois foi para o Alcatrazz, uma banda no estilo do Rainbow fundada por Graham Bonnet. Apesar de ter feito nessa banda alguns dos seus melhores solos, como Jet to Jet e Hiroshima Mon Amour, ficou provado que seu trabalho ainda estava limitado e o único jeito era gravar discos solo.
[editar] Carreira solo

O primeiro álbum solo de Yngwie, "Rising Force", entrou nas paradas da Billboard no 60º lugar, uma ótima marca para um disco quase todo instrumental. Esse álbum ganhou uma indicação para o Grammy e várias votações em revistas como "revelação", "melhor guitarrista", etc. Seus duelos com o tecladista Jens Johansson (Stratovarius) fizeram nascer um novo estilo musical: o metal neo-clássico, mais tarde chamado de Baroque & Roll.

As composições neo-clássicas de Yngwie alcançaram novas alturas em 1986 no álbum "Trilogy". Até os dias de hoje esse é um dos seus discos favoritos, tanto nas letras quanto musicalmente. É conhecido por inaugurar o que seria conhecido como "metal moderno".
[editar] Volta por cima

No ano seguinte, no dia 22 de junho de 1987, bateu seu Jaguar e passou uma semana em coma, além de perder alguns movimentos de suas mãos. Quando estava se recuperando soube que sua mãe havia morrido de câncer e percebeu que a sua única salvação era a música. O resultado foi "Odyssey", não um dos favoritos de Yngwie, mas aclamado por ser mais acessível. Da turnê desse álbum saiu seu primeiro disco ao vivo: "Trial By Fire Live In Leningrad". Depois lançou "Eclipse" ainda com um som comercial e com uma formação totalmente diferente, com músicos suecos não muito famosos. Fez muitos fãs e influenciou muitos guitarristas.
[editar] Anos 90

Em 1992 lançou o ótimo álbum "Fire And Ice", voltando ao som não comercial.

Em 26 de dezembro de 1993 casou-se com Amberdawn Landin, de quem viria a se separar em 1996.

Em 1994 lançou o disco "Seventh Sign", que foi comparado ao "Marching Out" pelo seu peso e agressividade.

Em setembro e outubro de 1994 a gravadora japonesa Pony Canion lançou dois mini-álbuns ("I Can't Wait" e "Power and Glory") e um vídeo ("Live At Budokan").

Em dezembro de 1994 Yngwie começou a montar seu próprio estúdio, com os melhores equipamentos e iniciou os trabalhos em seu próximo álbum, "Magnum Opus". Esse disco foi lançado em 1995.

Em 1996 gravou um álbum-tributo com músicas das bandas que o influenciaram. Entre elas: Rainbow, Deep Purple, Rush, etc. O nome desse disco é "Inspiration".

Em 1997 Yngwie lançou o álbum "Facing The Animal", considerado por revistas especializadas melhor que seus quatro discos anteriores.

Depois de lançar um álbum com orquestra, Yngwie se interessou em fazer uma "Rising Force Reunion". O desejo dele não se concretizou. Alguns músicos que haviam participado dos primeiros álbuns (Rising Force, Marching Out, etc) estavam envolvidos em projetos distintos e outros não tinham mais um bom relacionamento com Yngwie.

Durante este período em que o sueco buscava novos músicos, foi lançado o álbum "Yngwie Malmsteen LIVE!!", gravado em São Paulo durante a turnê de "Facing The Animal". Em 6 de março de 1998, nasceu o primeiro filho de Yngwie, Antonio Yngwie Johann Malmsteen, na cidade de Miami. Com o nascimento do filho, Yngwie amadureceu. Ignorou os problemas com músicos, voltou a usar o nome "Rising Force" e em 1999, ao lado de Mark Boals (vocais), Barry Dunaway (Baixo), John Macaluso (Bateria) e Mats Olausson (Teclados), lançou seu décimo quarto álbum solo, chamado "Alchemy", que passou a ser considerado, por muitos, o melhor trabalho de sua carreira.

Em 2000, foi lançada a coletânea "Anthology 1994-1999", e um álbum inédito, "War To End All Wars". Após alguns shows, Mark Boals deixou a banda.
[editar] Anos 2000

Em 2001, shows de Yngwie com orquestra no Japão foram gravados para lançamento em CD e DVD.

Em 2002 lança o álbum "Attack!!".

Em 2004 completa a pirâmide com Joe Satriani e Steve Vai, no "G3 Live: Rockin' in the Free World".

Em 2005 Malmsteen lançou o álbum "Unleash The Fury" e ficou um longo tempo em turnê mundial.

Em 2008 é lançado o álbum "Perpetual Flame", contando com o vocalista Tim "Ripper" Owens (ex-Judas Priest e Iced Earth).

Em 2009 é lançado o álbum "Angels Of Love", um álbum acústico completamente instrumental contendo releituras de antigos clássicos de Yngwie e algumas faixas inéditas.

Em 2010 É lançada uma nova coletânea, com uma regravação para "Beat It", de Michael Jackson.


All Albums 320 kbps*


Demo
1978 – Powerhouse – redact (Demo) WU / FSN
Albums
1990 – Eclipse WU / FSN
1992 – Fire And Ice WU / FSN
1994 – The Seventh Sign WU / FSN
1995 – Magnum Opus WU / FSN
1996 – Inspiration WU / FSN
1997 – Facing The Animal WU / FSN
2002 – The Genesis WU / FSN
2009 – Angels Of Love WU / FSN
2010 – Relentless WU / FSN
Live Albums & Bootlegs
1989 – Trial By Fire (Live In Leningrad) WU / FSN
1990 – Double Eclipse (New York 90) WU / FSN
1995 – Forever One. Live In Sundsvall, Sweden (Feat. Michael Vescera), 128 Kbps WU / FSN
1998 – Concerto Suite For Electric Guitar And Orchestra In E Flat Minor, Opus 1 WU / FSN
1998 – Live!! WU / FSN
2001 – Atlanta Masquerade, 192 Kbps WU / FSN
2002 – Concerto Suite For Electric Guiter And Orchestra In E Flat Minor Live With The New Japan Philharmonic WU / FSN
2008 – Live in Cleveland WU / FSN
2008 – Live in Gothenburg WU / FSN
EPs & Singels WU / FSN
1990 – Making Love
1994 – I Can’t Wait
1994 – Power and Glory (Japan)
Complitation
1991 – The Yngwie Malmsteen Collection WU / FSN
1996 – Best Ballads WU / FSN
2000 – The Best Of 1990-1999 WU / FSN
2008 – Far Beyond the Rising Sun WU / FSN
2009 – High Impact WU / FSN
Others
Pre- Rising Force Demo, 128 Kbps WU / FSN
1987 – I Surrender – Odyssey Tour Rehearsals, 192 Kbps WU / FSN
1999 – A Guitar Odyssey (A Tribute to Yngwie Malmsteen), 160 Kbps WU / FSN
2000 – The Young Person’s Guide To The Classic WU / FSN
2000 – The Real Vicking, 192 Kbps WU / FSN
2003 – G3 Live – Rockin’ In The Free World WU / FSN
Bonus WU / FSN
Yngwie J. Malmsteen’s Rising Force
1984 – Rising Force WU / FSN
1985 – Marching Out WU / FSN
1986 – Trilogy WU / FSN
1988 – Odyssey WU / FSN
1999 – Alchemy WU / FSN
1999 – Cracking The Night WU / FSN
2000 – War To End All Wars WU / FSN
2002 – Attack!! WU / FSN
2005 – Unleash The Fury WU / FSN
2008 – Perpetual Flame WU / FSN
Steeler
1983 – Steeler WU / FSN
Alcatrazz
1983 – No Parole From Alcatrazz, 128 Kbps WU / FSN
1983 – Live At The Country Club WU / FSN
1983 – No Parole From Rock ‘N’ Roll WU / FSN
1984 – Live Sentence WU / FSN
1984 – Prisoner Is Back WU / FSn

Genre : Neo-Classic Metal, speed metal, power metal, progressive metal Shred guitar
Origin : Sweden
Offical Site


0 comentários:

Postar um comentário

Avisem se tiver um link quebrado ou senha faltando

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...